OK
Loading
Publicado em: 10/12/2019

Skate: conheça a biografia de Luan de Oliveira

Compartilhe

Ele é chamado por muita gente de “Neymar do skate”, mas não gosta muito dessa comparação. No entanto, Luan de Oliveira compartilha algo importante com nosso craque dos gramados: é um dos mais talentosos atletas brasileiros da atualidade.

Dono de um estilo inconfundível e de uma habilidade única em cima do skate, o gaúcho de Porto Alegre — que agora mora nos EUA — é uma das grandes esperanças de medalha para o Brasil nos Jogos Olímpicos de Tóquio 2020.

No entanto, além do talento e da dedicação inesgotável, Luan tem também uma incrível história de vida. Se você não conhece, é hora de aprender. Se liga!

O começo da paixão de Luan de Oliveira pelo skate

A história de Luan de Oliveira começa com um baque. Recém-nascido, foi deixado pelos pais para ser criado pelos avós. Foram eles, inclusive, os grandes incentivadores de Luan no esporte.

O primeiro skate que o atleta recebeu foi um de plástico, usado, dado pelo avô quando Luan tinha apenas 9 anos. Juntos, eles construíram uma minipista de obstáculos em frente de casa e o garoto praticava todos os dias.

Eventualmente, ele quis começar a alçar voos um pouco maiores. Não demorou nada e Luan se tornou uma das figuras carimbadas da pista do IAPI Skate Park, em Porto Alegre.

Ele ia para lá às 7h da manhã, de skate, andando pela cidade por 50 minutos e, então, passava o dia todo andando na pista, muitas vezes sem ter o que comer. Isso era necessário porque os avós não tinham muitos recursos e Luan não gostava de incomodar pedindo dinheiro para um lanche.

As primeiras competições e a ida para Califórnia

Eventualmente, Luan de Oliveira começou a participar de competições de skate. Seu talento e dedicação emergiram e para pagar as inscrições nos torneios, viagens e alimentação, conseguiu convencer uma loja local a patrociná-lo.

Além disso, costumava vender os prêmios conquistados, como televisores, motos e aparelhos de DVD, para ajudar a família em casa e financiar as próximas viagens, inscrições e competições.

Em 2005, um baque: perdeu a avó, uma das pessoas mais importantes da sua vida. Não desistiu do sonho de ser skatista. Pelo contrário: dobrou a dedicação e a carga de trabalhos, passando a se destacar ainda mais.

Dois anos depois, em 2007, fez as malas e se mudou para os EUA, para viver e treinar por lá. Desde então, cresceu em destaque e ganhou muitas competições. Recém-chegado aos EUA, levou por dois anos seguidos disputas amadoras em Tampa. Em 2010 virou pro e começou a colecionar títulos: dois ouros no Tampa Pro e dois na Street League (Los Angeles e New Jersey, ambos em 2015).

Além disso, foram duas pratas e um bronze nos X Games (um dos bronzes logo em 2011), além de pratas e bronzes em outras etapas da Street League.

 

O futuro de Luan de Oliveira na modalidade

Atualmente, Luan de Oliveira está no Top 5 dos melhores skatistas do mundo, ocupando o 2º lugar na categoria street. Por isso, é uma das principais esperanças de medalhas nas Olimpíadas de 2020 para o skate masculino, além de tantas outras promessas no skate feminino.

E aí, gostou de conhecer mais sobre a história de Luan de Oliveira? Agora você poderá torcer por ele com muito mais carinho nos próximos jogos olímpicos.

Aproveite e curta a nossa página no Facebook para acompanhar mais publicações bem legais por lá!

Publicado em: 03/12/2019

Skate feminino: confira as 6 brasileiras em destaque no skate

Compartilhe

O Brasil vive atualmente uma excelente fase para o skate feminino, com uma safra incrível de excelentes atletas que fazem bonito em vários lugares do mundo. A fase é tão boa que poderemos aproveitar que o skate fará sua estreia em Olimpíadas em 2020 no Japão e conquistar algumas medalhas graças a uma geração incrível de skatistas.

Por isso, que tal conhecer o trabalho incrível delas para incentivar elas a ganharem o ouro em 2020? Para isso, siga a leitura do artigo!

1. Letícia Bufoni é o grande nome do skate street feminino

Letícia Bufoni não é só uma das grandes personalidades do skate feminino nacional, mas mundial também. Ela é referência na modalidade street no planeta inteiro, tanto entre as atletas mulheres, como entre os atletas homens.

Sua coleção de troféus é impressionante: três medalhas de ouro no X-Games, quatro vezes Campeã Mundial de Street Skate e mais uma tonelada de outros troféus. Ela até virou personagem em um game recente da franquia Tony Hawk's, uma honra destinada a poucos.

2. Yndiara Asp é esperança de medalha no skate feminino

Uma das esperanças de medalha para o skate feminino nas Olimpíadas de Tóquio 2020 é a super Yndiara Asp. Se Letícia Bufoni é a quinta colocada no Ranking Mundial e melhor brasileira na lista, Yndiara Asp vem logo atrás, em sexto lugar, e com vontade de subir mais e mais no ranking.

Yndiara faz parte da seleção brasileira de skate e, atualmente, lidera o ranking mundial na modalidade Park (embora esteja em sexto lugar no geral). Por causa disso, ela é uma das grandes esperanças de medalha para o Brasil em Tóquio, ao lado de Bufoni (no street).

3. Pamela Rosa também se destaca no street

Pamela Rosa é a terceira brasileira no top 10 geral do skate feminino mundial. Isso mostra como as nossas atletas são respeitadas no planeta inteiro, ao lado das americanas, australianas e japonesas.

Sua especialidade é o street skate, onde ela ocupa a segunda posição do ranking mundial. Por isso, podemos esperar grandes coisas e muitos títulos de Pamela no futuro.

4. Dora Varella é da seleção brasileira de skate 

Dora Varella é outro nome que você ouvirá muito nos próximos anos, especialmente em 2020, nas Olimpíadas de Tóquio. Integrante da seleção brasileira de skate, Dora é campeã pan-americana na categoria skate park e um dos nomes que irão para Tóquio representar o Brasil.

Ela tem apenas 18 anos e é natural de São Paulo, o que garante que ainda competirá por muito tempo e tem um potencial de crescimento gigantesco no esporte.

5. Isadora Pacheco é uma das maiores promessas da categoria

A jovem Isadora Pacheco, de apenas 14 anos, é uma das grandes promessas do skate feminino nacional. Ainda adolescente, ela já conseguiu conquistar um Oi Stu contra outras duas sensações da lista: Yndiara Asp e Dora Varela.

Também membro da seleção brasileira de skate, ela conquistou um incrível 8º lugar no mundial realizado na China em julho de 2019.

6. Rayssa Leal é uma grande promessa para o futuro

Você talvez não saiba quem é Rayssa Leal pelo nome, mas provavelmente já viu algum vídeo dela. Sabe aquela garotinha andando de skate vestida de fadinha, que correu pelo seu Instagram e Facebook há alguns anos? Então, era ela, aos 7 anos de idade!

Hoje com 11, a garota é Top 10 na categoria street e ganhou o World Skate League Pro Tour em Los Angeles, em julho deste ano. Além disso, ela ficou em quarto lugar no X-Games de 2019, além de outras conquistas impressionantes para alguém com tão pouca idade. Sem dúvidas, ela será um dos principais nomes do esporte no mundo inteiro em breve.

Viu só quantas atletas incríveis o skate feminino brasileiro reúne? Agora é sua vez de mostrar apoio e seguir a carreira delas, torcendo pelas suas conquistas.

Ah, não esqueça de assinar a nosso newsletter para receber mais conteúdos incríveis por e-mail.

Publicado em: 26/11/2019

Confira 5 looks com o Vans Sk8-hi

Compartilhe

Se você não sabe o que vestir para ir trabalhar, passear ou algum encontro, que tal conferir a nossa seleção de looks com o Vans Sk8-Hi? O tênis é um dos grandes clássicos da Vans e oferece uma enorme versatilidade para compor o seu visual.

Quer saber como? Então siga a leitura até o fim!

1. Combinação de casaco longo, camiseta e o Vans Sk8-Hi

É muito fácil montar looks com o Vans Sk8-Hi porque ele é um tênis muito versátil, perfeito para usar no trabalho, em passeios ou até alguns eventos um pouco mais sérios.

Um exemplo é a combinação de um casaco longo, uma blusa branca e uma calça jeans skinny reta, além do Vans Sk8-Hi. O tênis ajuda a equilibrar o look que fica perfeito para quem vai trabalhar, viajar ou estará em algum lugar um pouco mais formal.

2. Combinação de jaqueta de couro, blusa, calça jeans e Vans Sk8-Hi

Se a combinação anterior tem um ar um pouco formal, que pode ser útil para o trabalho, essa segunda mostra como usar o Vans Sk8-Hi fora da rotina. Na combinação, a modelo veste uma jaqueta de couro com uma blusa de moletom e uma camisa branca por baixo. A calça jeans é skinny e o Vans Sk8-Hi é preto.

Aliás, é interessante notar como o tênis combina bem com um look em camadas (jaqueta ou casaco + blusa + calça) e com jeans skinny.

3. Vestido branco com o Vans Sk8-Hi azul

O Sk8-Hi é um dos grandes clássicos da Vans e parte do seu sucesso está na versatilidade do calçado. Além de poder ser usado em várias ocasiões, ele vem em muitas cores e desempenha diferentes funções em looks.

Por exemplo, combinar um vestido longo branco com o Sk8-Hi azul dará ao look um toque despojado chique sem perder o estilo. O tênis fica como fonte principal de cor do look, o que destaca o calçado.

4. Macacão com camiseta e vans Sk8-hi

Se você busca visuais ainda mais despojados para o dia a dia, combine um macacão (com as pernas skinny, repetindo o padrão) e uma camiseta branca, além do Vans Sk8-hi verde para completar.

É curioso ver como o verde-escuro mantém o look um pouco mais claro que o macacão quebra a monotonia do visual. Usar os tênis desamarrados fará com que o look fique ainda mais descontraído.

5. Shorts com camisa colorida, bandana e Sk8-Hi

Se a versatilidade do Vans Sk8-Hi permite que ele seja o destaque do look, também faz com que ele possa ser usado como peça neutralizadora. Utilizando o Sk8-Hi preto e uma bermuda preta para dar contraste a camisa colorida o resultado é de um look casual e agradável.

Esses foram alguns dos melhores looks com o Vans Sk8-Hi. O tênis é muito versátil e pode assumir qualquer papel no seu visual, desde protagonista até coadjuvante.

Se você quer saber mais sobre um estilo despojado, como o dos skatistas curta a nossa página no Facebook para conferir as próximas dicas!

Publicado em: 19/11/2019

Montar skate: o que considerar na hora da compra

Compartilhe

Montar skate não é uma tarefa simples, mas não é tão difícil quanto parece também. Com um pouco de informação e a ajuda de especialistas, você conseguirá o equipamento que deseja sem demora.

Mas por onde começar? Que tipo de peças comprar? Como combiná-las? Se você tem dúvidas assim, este artigo foi feito para ajudar. Confira!

Escolha seu estilo de skate antes de montar

Antes de montar skate, você precisa definir qual tipo de equipamento usará com base no seu estilo de skatista. Se você não sabe o que isso significa, explicaremos.

O skate mudará dependendo da modalidade que você pretende praticar (longboard, downhill, vertical, street ou freestyle). Se quiser praticar todas, monte um skate para cada uma delas, seguindo as necessidades básicas de cada estilo. 

Pegue o shape certo para montar skate

O primeiro item que você deve comprar para montar skate é o shape. Nesse caso, será preciso levar em atenção dois pontos. O primeiro deles é o estilo de modalidade que você pretende praticar.

Para o uso em minirrampas, bowls ou halfpipes, além de downhill, você deverá escolher um shape mais largo. Quanto maior a largura, maior a estabilidade. No entanto, para manobras street ou freestyle, é melhor usar um shape fino para facilitar o controle.

Já o segundo ponto a ter atenção é a sua altura. Dependendo de qual for, o seu shape deverá ter um tamanho específico.

  • Para quem tem até 1,15 m, o shape deverá ter no máximo 7';
  • Quem tem mais de 1,34 m usará shape de até 7,3';
  • Pessoas com mais de 1,60 m usarão shapes de a partir de 7,5'.

Escolha a sua lixa favorita para o skate

Escolher a lixa para montar skate é relativamente fácil. Existem as emborrachadas e as com microporos. Você precisa testar as duas para ver qual delas você se dá melhor.

Use um truck compatível com o seu shape

O truck (aquele eixo em formato de T debaixo do shape, para fixar as rodas) deve ser escolhido com base na largura do shape. Ou seja: se você tem um shape de 7,5', deverá usar um truck proporcional.

Confira as medidas:

  • truck de 149 mm para shapes de 8,125' até 8,75';
  • truck de 146 mm para shapes de 8' até 8,5';
  • truck de 139 mm para shapes de 7,75' até 8,25';
  • truck de 136 mm para shapes de 7,75' até 8';
  • truck de 133 mm para shapes de 7,5' até 7,81';
  • truck de 129 mm para shapes de 7, até 7,75'.

Escolha rodas e rolamentos para o skate

Por fim, você precisará escolher as peças para instalar as rodas do skate, incluindo os rolamentos e espaçadores. As rodas diferenciam-se em níveis de dureza. As mais macias são indicadas para slides, pistas de madeira e longboard. Já para street, bowls ou pistas de asfalto e cimento, as mais duras são recomendadas.

O tamanho das rodas também é importante. A base é escolher entre peças de 49mm a 59mm, que são mais ágeis. No entanto, para aumentar a velocidade no longboard, use rodas de 60mm.

A seguir, compre os rolamentos. Eles não se diferenciam de acordo com as rodas, mas sim pela classificação da ABEC (que vai de 1 a 9). A número 9 é a melhor, mais durável, precisa e veloz, com a 1 sendo a menos durável.

Por fim, compre os espaçadores para instalar e evitar que o rolamento toque na roda. Compre peças duráveis e que não apresentem risco de quebrar facilmente.

É isso que você precisa saber antes de montar skate. Agora que você já tem essas informações, pode começar a pesquisar para comprar as peças. Não esqueça de conversar com os vendedores para tirar dúvidas, ok?

Não esqueça de seguir nosso perfil no Instagram e curtir a nossa página no Facebook para acompanhar nossos posts por lá!